Em meus momentos de dúvidas, quando encontrei-me no vale das lágrimas,
andando sem conseguir enxergar
no mais além
as razões de meus penares…
Ó Senhor, foste tu que me deste a mão.
Agiste sempre em silêncio.
De vítima tornei-me o instrumento da minha própria cura.
Amando a mim mesma
compreendendo minhas imperfeições.
Nada forçaste. Apenas esperaste pacientemente
que eu aprendesse a andar e a alçar vôos…
E só te encontrei quando
cansada de me penalizar, exausta de meus “ais”.
ouvindo a voz do meu coração
Descobri que nunca estive só,
sua doce presença,
suas marcas estavam em minh’alma…

Obrigada senhor, por todas as coisas boas que aconteceram na minha vida, e obrigada por aquele dia que no fundo do poço, clamei sua misericórdia, e com todo seu amor, naquele mesmo momento todas as dores do meu coração cessaram… Hoje com certeza sou feliz e sou a prova de que o senhor não deixa desamparados

aqueles que precisam de ti….

Anúncios